quinta-feira, 22 de março de 2018

Facebook quer corrigir falha que pode favorecer interferência nas eleições brasileiras
Resultado de imagem para zuckerberg
Imagem: Clarin

Em entrevista exclusiva dada à rede de televisão CNN, o CEO do Facebook, Mark Zuckerberg, reconheceu existirem pessoas tentando usar sua rede social para influenciar eleições. Ele pretende evitar que isso aconteça antes de grandes pleitos que estão por vir, como as eleições presidenciais brasileiras e as de meio de mandato norte-americanas, exemplificou. 

O Facebook está em meio a um fogo cruzado nos últimos dias após jornais revelarem como a empresa britânica de análise de dados Cambridge Analytica teve acesso a informações de 50 milhões de usuários da rede. Essas informações foram posteriormente usadas para influenciar as eleições norte-americanas de 2016 a favor do atual presidente Donald Trump. 

Desde que o escândalo veio à tona, Zuckerberg foi convocado para testemunhar no parlamento britânico e espera-se que o Congresso norte-americano faça o mesmo. "Ficarei feliz em testemunhar", respondeu o magnata da tecnologia à repórter da CNN. 

A entrevista foi dada horas após Zuckerberg admitir, mais cedo nesta quarta (21), haver erros em sua plataforma e se comprometer a corrigi-los. O reconhecimento foi feito em um longo post publicado em sua rede social, após dias de silêncio por parte de Zuckerberg desde que o escândalo da Cambridge Analytica foi divulgado.

UOL


Lorem ipsum dolor sit amet, consectetuer adipiscing elit, sed diam nonummy nibh euismod tincidunt ut laoreet dolore magna Veniam, quis nostrud exerci tation ullamcorper suscipit lobortis nisl ut aliquip ex ea commodo consequat.

0 comentários:

Postar um comentário

Start Work With Me

Contate-nos
JOHN DOE
+123-456-789
Brasil, Bolívia, Argentina, Colômbia, Peru

Arquivo de Notícias

Periódico

Restey News - World

Recent Posts

Business

Pages

Pinterest

Featured